Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de O Mundo do High Tech em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de O Mundo do High Tech em seu site de social bookmarking

Últimos assuntos
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Parceiros
Fórum grátis
Votação
Junho 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário


Portugal falha transposição das novas regras para as telecomunicações

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Portugal falha transposição das novas regras para as telecomunicações

Mensagem por Rguedes em Seg Maio 30, 2011 12:58 am

Portugal não faz parte do conjunto de países que conseguiu transpor para a legislação nacional a nova directiva europeia para as telecomunicações na data-limite estipulada. As regras entram esta quarta-feira em vigor na UE e pretendem tornar mais competitivo o sector e garantir melhores serviços aos clientes em aspectos como as comunicações móveis ou a Internet.

Segundo a Anacom, o processo acabou por se arrastar, embora todo o trabalho preparatório exigido da sua parte tenha sido feito e entregue ao Governo, assegurou fonte do regulador. O TeK tentou contactar o Ministério das Obras Públicas, Tranportes e Comunicações, mas sem sucesso.

As novas regras que entram em vigor esta quarta-feira incluem o direito a mudar de operador de comunicações telefónicas fixas ou móveis no prazo de um dia, mantendo o número de telefone.

Estipula-se igualmente nos 24 meses a duração máxima dos contratos iniciais, que serão de 12 meses a partir daí. "Deste modo, os clientes poderão mudar mais facilmente para outro operador que ofereça melhores condições", refere a CE.

A nova legislação também obriga as empresas a disponibilizarem informação mais clara sobre os serviços contratados pelo cliente, nomeadamente dados mais claros sobre o nível mínimo de qualidade do serviço.

Concretamente, os assinantes de um serviço de acesso à Internet devem receber informações sobre as técnicas de gestão do tráfego e o seu impacto na qualidade do serviço, bem como sobre quaisquer outras limitações (por exemplo, limites máximos para a largura de banda, débito disponível para a ligação, bloqueamento ou estrangulamento do acesso a determinados serviços, nomeadamente serviços de voz sobre Protocolo Internet).

Os contratos devem ainda fornecer elementos sobre as modalidades de compensação e de reembolso para o caso de o referido nível mínimo não ser atingido.

Embora Portugal ainda não tenha transposto a nova directiva para as telecomunicações, algumas destas medidas já estão em prática, asseguradas por diplomas dispersos entretanto aprovados. É, por exemplo, o caso dos prazos máximos para os contratos.

A nova lei vem facilitar alguns dos aspectos que mais queixas geram no sector das telecomunicações, como a demora na mudança de operador ou a informação sobre os níveis de serviço prestados. "O encurtamento dos prazos é salutar. Era uma medida que defendíamos há muito tempo porque sabíamos que tecnicamente era possível", salientou Luís Pisco, jurista da DECO.

fONTE : http://tek.sapo.pt/noticias/telecomu...s_1155119.html

Rguedes
Admin

Mensagens : 30
Data de inscrição : 22/05/2011
Localização : Porto

Ver perfil do usuário http://hightech.forumeiros.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum